Na Ponta do Iceberg: Você sabe por que seu FAP aumentou e com ele seus custos trabalhistas?

Atualizado: 10 de Dez de 2019



Quando um bloco de gelo se desprende de uma geleira, muitas vezes não se tem ideia do seu tamanho, de sua magnitude, porque a maior parte dessa massa está submersa, longe dos olhos.

O FAP (Fator Acidentário de Prevenção) criado como um regulador incidente sobre o RAT das empresas, pode dobrar o custeio desta alíquota e tem causado um grande estrago na folha de pagamento e consequentemente nos cronogramas administrativos.


Contudo esse fato ou situação incômoda tem sua raiz em causas mais profundas do que se pode imaginar. Percebemos que a depender do tamanho da folha de pagamento o que se costuma chamar de RAT ajustado pode promover um saving de milhões para o negócio.


De maneira geral os afastamentos previdenciários acidentários têm influência direta sobre o recálculo deste fator, que incide sobre a folha com uma periodicidade bianual, fazendo com que as empresas suportem essa sobrecarga fiscal durante no mínimo esse período de tempo.


Os estudos mostram que os maiores índices de afastamento se concentram-se nas famílias dos CID dos grupos patológicos S e M, seguidos de uma série de outros, dos quais os CID F, que atualmente tomam uma significante importância, devido ao seu longo tempo médio de afastamento.


Talvez isso possa estar traduzindo o fato de que as condições inseguras de trabalho que ainda em alguns ramos de atividade estariam presentes, assim como, condições e fatores de riscos emocionais sejam laborais ou extra laborais – conhecidos como risco psicossocial.


De qualquer forma a intenção dos órgãos governamentais de disciplinar e melhorar, através da força pecuniária as condições de segurança e saúde no trabalho, parecem não ter surtido o efeito desejado, haja vista os altos índices de acidentes e outras patologias relacionadas ao trabalho ainda presentes em nosso meio.


Assim, se você deseja atuar pró ativamente para redução do custo FAP / RAT de sua empresa, saiba que deverá estudar e gerenciar a fundo as verdadeiras causas ligadas aos afastamentos previdenciários, assim como o absenteísmo de sua empresa.


Nós da Expert Ocupacional temos uma solução de monitoramento dos colaboradores que se afastam do trabalho com o objetivo de mitigar custos do FAP aos clientes, pois um colaborador afastado pode custar mais de 80 mil reais para empresa.


A gestão de afastamento Expert Ocupacional: - Reduz custos através do gerenciamento da cessação de benefícios dos funcionários no INSS; - Mitiga os casos de limbo previdenciário; - Contesta o casos de B91; - Atua para conquistar saving do FAP (Fator Acidentário de Prevenção) e RAT (Risco Ambiental do Trabalho).


Saiba mais em https://www.expertocupacional.com.br/gestao-afastamento


Dr. Ricardo João Mezzarane Médico do trabalho / Perito Judicial.

43 visualizações

©2019 Produzido por Expert Ocupacional. 

WhatsApp_Logo_1.png